HENRIQUE NUNES

Mais que um candidato


08/10/2014 - 19h36 - Atualizado em 08/10/2014 - 19h38 | Henrique Nunes
henrique.nunes@rac.com.br

A campanha publicitária se arrasta desde o início do ano. Propostas foram colocadas em debate, o otimismo colocado à prova. Antes mesmo de o embate começar, o povo já sabia quais seriam os discursos dos 20 candidatos. Poucos são os que se pautaram pela verdade, tampouco levaram em conta as conjunturas políticas e estruturais vigentes no País. Um a um, cada um deles teve tempo de sobra para apresentar planos de governo ao menos verossímeis e, no decorrer da competição, ficou claro que apenas um punhado de bandeiras conseguiu manter o discurso lançado no final de abril. Agora, com menos de dois meses para o término do pleito, não resta mais dúvidas sobre quem realmente merece levar os votos do povo brasileiro.
 
Virtual eleito pelo segundo ano consecutivo, o Cruzeiro parece estar à margem dos demais concorrentes. Com gestão séria e transparente, a Raposa fez do Campeonato Brasileiro um inofensivo galinheiro de possibilidades. Está tão à frente dos demais que se permite até cometer um ou outro deslize e, ainda assim, seguir firme e regular em sua campanha. Embora esteja longe da perfeição (o fracasso na Libertadores é a prova disso), a equipe mineira nada de braçada diante da concorrência porque não cai na tentação reformista e imediatista dos adversários. Adapta e corrige falhas sem esquecer a base ideológica pela qual tem se pautado. Manteve seus funcionários mais aplicados, contratou peças para expandir o mercado e traçou metas a médio e longo prazo — afastando o elenco de qualquer divergência surgida nos bastidores.
 
A Raposa honrou seus compromissos e merece o voto até da concorrência. Com um campeonato tão fraco tecnicamente, com clubes à beira da falência e modelos de gestão há muito fora de parâmetro, o que fazem os mineiros deveria ser aplaudido e copiado pelos demais. Até mesmo se uma reviravolta acontecer e o Cruzeiro deixar escapar o título (o que aposto ser impossível), o trabalho feito até agora não poderá ser colocado em dúvida.
 
O Brasileirão tem sido chato e fantasioso como as eleições. A diferença é que sabemos exatamente onde encontrar, ao menos, uma fagulha de esperança. Sem a Raposa, o campeonato é apenas um debate sem sentido entre candidatos mal preparados e torcedores cegos e fanáticos por uma causa perdida.






Pos Time PG
1 Cruzeiro 56
2 Internacional 50
3 São Paulo 49
4 Atlético-MG 47
CLASSIFICAÇÃO COMPLETA
cadastre-se e continue lendo
Este é o seu 5º acesso ao site do Correio Popular
neste mês. Para dar continuidade a suas leituras,
cadastre-se gratuitamente agora. É fácil e rápido,
basta clicar em "quero me cadastrar". Ou se preferir,
faça a sua assinatura e garanta seu acesso sem
restrições.

cadastre-se e continue lendo
cadastre-se e continue lendo
cadastre-se e continue lendo
Saiba mais.
Cadastre-se e continue tendo acesso ao melhor
e mais completo contéudo da RMC.
* NOME:
* SOBRENOME:
* E-MAIL:
TELEFONE:
CIDADE:
* SENHA:
* REPETIR SENHA:

* Campos obrigatórios


É importante que os dados a seguir sejam verdadeiros, pois antes de continuar a leitura
você deverá confirmar o cadastro através de um link que enviaremos no endereço de e-mail
preenchido. Sem essa confirmação você não conseguirá seguir a leitura. Caso tenha conta
no facebook basta clicar "cadastre-se com o facebook"

Quero receber notícias e comunicações do Correio Popular