CARLO CARCANI

Não basta participar, tem que competir


10/12/2014 - 21h49 - Atualizado em 10/12/2014 - 21h50 | Carlo Carcani
carlo@rac.com.br

O Guarani não vai disputar a Copa do Brasil de 2015. Nos últimos tempos, o time garantiu sua participação graças à boa colocação no ranking da CBF, que levava em consideração os resultados de 1971 em diante. Com um título brasileiro (78), dois vices (86 e 87) e mais duas semifinais (82 e 94), o Bugre figurava entre os 15 melhores da lista.
 
Recentemente, a CBF mudou o critério de seu ranking e passou a considerar apenas os resultados das últimas temporadas. E então, por motivos óbvios, o Guarani despencou para o 39º lugar. Como foi mal na Série A2 desse ano e não conseguiu vaga pelo ranking, terá apenas duas competições em 2015: a Série A2 e a Série C.
 
Há anos que o Guarani faz campanhas pífias na Copa do Brasil. Isso acontece porque o time disputava o estadual com salários atrasados e os jogadores debandavam na primeira oportunidade. Assim, o Bugre fracassou diversas vezes diante de equipes de pouca expressão, ainda nas fases iniciais do torneio.
 
Teoricamente, em 2015 poderia ser diferente. Os reforços estão assinando contratos de um ano (o que não acontecia antes) e a expectativa é de que finalmente o clube consiga atravessar uma temporada inteira com os salários em dia. Mas, justamente agora, ficou sem a vaga, assim como o São Caetano.
 
O Guarani não tem do que reclamar. Paga o preço por anos e anos de incompetência e irresponsabilidade administrativa. Em inúmeras competições, o time apenas participou, ao invés de competir. Com jogadores de baixa qualidade e totalmente desmotivados, o Guarani foi acumulando rebaixamentos e recordes negativos, como a pior campanha de sua história no Campeonato Paulista. Em 2014, a torcida teve que se preocupar com risco de rebaixamento para a Série A3 e a Série D.
 
A expectativa é de que, a partir de agora, o Guarani volte a competir. Para voltar à Copa do Brasil em 2016, terá de ser campeão da Série A2, como fez o Capivariano esse ano. Não é nenhum bicho de sete cabeças para um clube do porte e com a tradição do Guarani, desde que o elenco seja formado para competir, cobrado para competir e motivado para competir.
 
Nada disso aconteceu nas últimas competições e isso se reflete no novo ranking da CBF. O Guarani deixou de ocupar um lugar de destaque no cenário nacional e por isso não figura entre os 86 participantes da Copa do Brasil de 2015. Para mudar esse cenário, precisa se profissionalizar.






Pos Time PG
1 Cruzeiro 80
2 São Paulo 70
3 Internacional 69
4 Corinthians 69
CLASSIFICAÇÃO COMPLETA
cadastre-se e continue lendo
Este é o seu 5º acesso ao site do Correio Popular
neste mês. Para dar continuidade a suas leituras,
cadastre-se gratuitamente agora. É fácil e rápido,
basta clicar em "quero me cadastrar". Ou se preferir,
faça a sua assinatura e garanta seu acesso sem
restrições.

cadastre-se e continue lendo
cadastre-se e continue lendo
cadastre-se e continue lendo
Saiba mais.
Cadastre-se e continue tendo acesso ao melhor
e mais completo contéudo da RMC.
* NOME:
* SOBRENOME:
* E-MAIL:
TELEFONE:
CIDADE:
* SENHA:
* REPETIR SENHA:

* Campos obrigatórios


É importante que os dados a seguir sejam verdadeiros, pois antes de continuar a leitura
você deverá confirmar o cadastro através de um link que enviaremos no endereço de e-mail
preenchido. Sem essa confirmação você não conseguirá seguir a leitura. Caso tenha conta
no facebook basta clicar "cadastre-se com o facebook"

Quero receber notícias e comunicações do Correio Popular