CARLO CARCANI

E agora, Fluminense?


11/12/2014 - 21h53 - Atualizado em 11/12/2014 - 21h55 | Carlo Carcani
carlo@rac.com.br

Depois de 15 anos de uma parceria de sucesso, a Unimed-Rio anunciou o fim do patrocínio ao Fluminense. O contrato só terminaria em 2016, mas a empresa resolveu se desligar agora. Com o suporte financeiro da empresa, o Flu foi campeão brasileiro em 2010 e 2012, triplicando seu número de títulos nacionais (até então, tinha apenas o de 1984).
 
Nesse período, formou grandes equipes, voltou a disputar a Libertadores e assinou com grandes jogadores. Fred talvez seja o mais importante e mais caro deles. Em 2009, comandou uma incrível reação na reta final do Brasileiro. O Flu chegou a ter 99% de risco de rebaixamento, mas reagiu e se manteve na divisão de elite. No ano seguinte, foi campeão.
 
Nos últimos dez anos, apenas Fred foi artilheiro do Brasileirão mais de uma vez (2012 e 2014) e, apesar da performance sofrível, foi o centroavante titular na Copa do Mundo do Brasil.
 
Ele foi o mais notório, mas o Flu teve mais grandes jogadores bancados pela Unimed, como Conca, Cícero, Rafael Sóbis e Thiago Neves, entre outros tantos.
São jogadores de salários tão altos que a própria Unimed-Rio teve que encerrar a parceria antes do previsto. O motivo da decisão foi a necessidade de reduzir custos na empresa.
 
É impossível prever o que será do Fluminense a partir de 2015, mas sua torcida tem bons motivos para estar preocupada. Se, mesmo com seu patrocinador-parceiro despejando dinheiro na folha de pagamento, o time quase caiu em 2009 e 2013, o que acontecerá a partir de agora? A tendência é de que o elenco sofra baixas importantes e os reforços sejam de qualidade bem inferior. Se não for capaz de manter os salários em dia, o Flu correrá o sério risco de deixar de ser o “menos pior do Rio”, como definiu Fred recentemente, para ser o pior do Rio.
 
Quando passou pelo clube, Muricy Ramalho recusou um convite da Seleção Brasileira para dar sequência ao seu trabalho nas Laranjeiras. Foi campeão brasileiro em 2010 e, pouco depois, pediu demissão. Isso porque a promessa de melhorias na estrutura física não foi cumprida pela diretoria.
 
A Unimed ajuda o Flu a bancar seu time há 15 anos e, em todo esse período, nenhum de seus presidentes teve a iniciativa de investir na construção de um moderno centro de treinamento. Agora, sem tanto dinheiro para montar grandes times e sem estrutura adequada, o clube pode regredir. Se, em condições favoráveis, o Flu foi incapaz de planejar e crescer, o que fará agora, sem o suporte de seu grande investidor?






Pos Time PG
1 Cruzeiro 80
2 São Paulo 70
3 Internacional 69
4 Corinthians 69
CLASSIFICAÇÃO COMPLETA
cadastre-se e continue lendo
Este é o seu 5º acesso ao site do Correio Popular
neste mês. Para dar continuidade a suas leituras,
cadastre-se gratuitamente agora. É fácil e rápido,
basta clicar em "quero me cadastrar". Ou se preferir,
faça a sua assinatura e garanta seu acesso sem
restrições.

cadastre-se e continue lendo
cadastre-se e continue lendo
cadastre-se e continue lendo
Saiba mais.
Cadastre-se e continue tendo acesso ao melhor
e mais completo contéudo da RMC.
* NOME:
* SOBRENOME:
* E-MAIL:
TELEFONE:
CIDADE:
* SENHA:
* REPETIR SENHA:

* Campos obrigatórios


É importante que os dados a seguir sejam verdadeiros, pois antes de continuar a leitura
você deverá confirmar o cadastro através de um link que enviaremos no endereço de e-mail
preenchido. Sem essa confirmação você não conseguirá seguir a leitura. Caso tenha conta
no facebook basta clicar "cadastre-se com o facebook"

Quero receber notícias e comunicações do Correio Popular