Alex exalta ano do basquete e espera 2016


No principal evento da temporada, o Mundial da Espanha, a equipe alcançou um bom sexto lugar


15/12/2014 - 12h46 - Atualizado em 15/12/2014 - 12h46 | Agência Estado
faleconosco@rac.com.br



Foto: France Press
Alex (E) durante partida da seleção brasileira nas Olimpíadas de Londres, em 2012
Alex (E) durante partida da seleção brasileira nas Olimpíadas de Londres, em 2012
Com a proximidade do fim do ano, o ala Alex fez um balanço do desempenho da seleção em 2014 em entrevista ao site da Confederação Brasileira de Basquete (CBB). No principal evento da temporada, o Mundial da Espanha, a equipe alcançou um bom sexto lugar, mas o ótimo desempenho demonstrado na primeira fase e nas oitavas de final diante da Argentina deixaram a impressão de que era possível ir mais longe.

"Tirando o jogo contra a Sérvia nas quartas, fomos muito bem em todos outros jogos. Acho que perdemos pelo excesso de confiança de que chegaríamos na semifinal, de que brigaríamos por medalha. A ansiedade de brigar por uma medalha acabou atrapalhando", lembrou o jogador.

De fato, a seleção brasileira já havia passado pelos sérvios na primeira fase, mas não repetiu o desempenho nas quartas e acabou eliminado. Ao menos, a campanha no Mundial ajudou a apagar a péssima impressão deixada na Copa América de 2013, na Venezuela, quando a equipe perdeu para rivais como Jamaica e Uruguai e acabou eliminada ainda na primeira fase.

"A Copa América na Venezuela, em 2013, foi uma competição em que todos os jogadores estiveram abaixo do que podem jogar. A equipe poderia ser campeã se todos estivessem bem. Foi um desastre. Mas no Mundial, foi diferente pelo time que foi montado", avaliou Alex.

Alex já está com 34 anos e em 2015 completará 15 de seleção brasileira. O ala, no entanto, ainda é o principal defensor do perímetro no basquete do País e considerado peça fundamental na equipe de Rubén Magnano. Até por isso, tem confiança de que defenderá as cores do Brasil em quadra nos Jogos Olímpicos do Rio, em 2016.

"Estou tentando e me esforçando para seguir jogando em alto nível. Tenho esse pensamento, pois vai ser a minha despedida da seleção. Estou trabalhando duro e fazendo meu máximo para ser convocado e defender o Brasil. Queremos essa medalha", afirmou.




cadastre-se e continue lendo
Este é o seu 5º acesso ao site do Correio Popular
neste mês. Para dar continuidade a suas leituras,
cadastre-se gratuitamente agora. É fácil e rápido,
basta clicar em "quero me cadastrar". Ou se preferir,
faça a sua assinatura e garanta seu acesso sem
restrições.

cadastre-se e continue lendo
cadastre-se e continue lendo
cadastre-se e continue lendo
Saiba mais.
Cadastre-se e continue tendo acesso ao melhor
e mais completo contéudo da RMC.
* NOME:
* SOBRENOME:
* E-MAIL:
TELEFONE:
CIDADE:
* SENHA:
* REPETIR SENHA:

* Campos obrigatórios


É importante que os dados a seguir sejam verdadeiros, pois antes de continuar a leitura
você deverá confirmar o cadastro através de um link que enviaremos no endereço de e-mail
preenchido. Sem essa confirmação você não conseguirá seguir a leitura. Caso tenha conta
no facebook basta clicar "cadastre-se com o facebook"

Quero receber notícias e comunicações do Correio Popular