Ponte Preta define seu novo presidente


O atual diretor financeiro assumirá a vaga de Márcio Della Volpe para comandar os destinos do clube até o final de 2017


02/12/2014 - 22h15 - Atualizado em 02/12/2014 - 22h15 | Paulo Santana



Foto: Leandro Ferreira/AAN
Vanderlei Pereira vê treino ao lado de Carnielli: relação de confiança
Vanderlei Pereira vê treino ao lado de Carnielli: relação de confiança
Em votação meramente formal, Vanderlei Pereira será confirmado nesta quinta-feira (4) como novo presidente da Ponte Preta. O atual diretor financeiro assumirá a vaga de Márcio Della Volpe para comandar os destinos do clube até o final de 2017. A votação é restrita aos 225 conselheiros que fazem parte da chapa Sempre Ponte Preta, eleita semana passada com 100% dos votos válidos.

Homem de confiança do presidente de honra Sergio Carnielli, Pereira faz parte da diretoria executiva desde a chegada do atual grupo ao clube, em meados de 1996. Além disso, ele é parceiro de Carnielli em outras atividades comerciais. Até junho deste ano, atuava como membro efetivo do Conselho de Administração do Sindicato Interestadual da Indústria de Óptica do Estado de São Paulo (Siniop).

O atual diretor social Giovanni Dimarzio passa a ser o primeiro vice-presidente e o atual primeiro vice e diretor de futebol, Hélio Kazuo, passa a ser o segundo vice-presidente. Com a nova composição, Della Volpe deixa a direção executiva. Pereira foi procurado por telefone, ontem à noite, para comentar a indicação, mas não atendeu as ligações.

Tribunal
Julgada pelo confronto de torcedores com a Polícia Militar em Joinville, durante jogo pela 35ª rodada da Série B, a Ponte Preta pegou um jogo de perda de mando. De acordo com o diretor jurídico do clube, Giuliano Guerreiro, o resultado foi "maravilhoso" para a Macaca. “O Tribunal reconheceu que o fato gerador da confusão toda foi o locutor. E também considerou que polícia agiu com força excessiva”, relatou o advogado, que acompanhou tudo de perto no Rio. A pena poderá ser cumprida em jogo da Copa do Brasil de 2015.

E a Ponte volta hoje ao tribunal. Desta vez, serão julgados os acontecimentos na partida com o América-RN, que terminou em tumulto depois do empate por 2 a 2, com gol de pênalti nos minutos finais.
 
Serão quatro fatos em análise. Isso porque o árbitro goiano Eduardo Tomaz de Aquino Valadão relatou a invasão de um torcedor, as ofensas do presidente Márcio Della Volpe, o descontentamento do treinador Guto Ferreira e os xingamentos do auxiliar-técnico Alexandre Faganello.

Pela invasão, a Macaca corre risco de levar multa de R$ 100 a R$ 100 mil e não perderá mando. O invasor, identificado como L.A.D.P, foi contido e levado à delegavia pela Polícia Militar. Já Della Volpe, Guto e Alexandre podem ser suspensos e ainda há possibilidade de multa nos três casos.
 




cadastre-se e continue lendo
Este é o seu 5º acesso ao site do Correio Popular
neste mês. Para dar continuidade a suas leituras,
cadastre-se gratuitamente agora. É fácil e rápido,
basta clicar em "quero me cadastrar". Ou se preferir,
faça a sua assinatura e garanta seu acesso sem
restrições.

cadastre-se e continue lendo
cadastre-se e continue lendo
cadastre-se e continue lendo
Saiba mais.
Cadastre-se e continue tendo acesso ao melhor
e mais completo contéudo da RMC.
* NOME:
* SOBRENOME:
* E-MAIL:
TELEFONE:
CIDADE:
* SENHA:
* REPETIR SENHA:

* Campos obrigatórios


É importante que os dados a seguir sejam verdadeiros, pois antes de continuar a leitura
você deverá confirmar o cadastro através de um link que enviaremos no endereço de e-mail
preenchido. Sem essa confirmação você não conseguirá seguir a leitura. Caso tenha conta
no facebook basta clicar "cadastre-se com o facebook"

Quero receber notícias e comunicações do Correio Popular