Vanderlei Pereira assume a presidência da Ponte


Com a inelegibilidade de Sergio Carnielli, empresário foi escolhido por unanimidade para comandar a Macaca


04/12/2014 - 22h20 - Atualizado em 05/12/2014 - 17h42 | Paulo Santana
santana@rac.com.br



Foto: Elcio Alves/AAN
Vanderlei Pereira defende que a Ponte Preta mantenha a política de pés no chão
Vanderlei Pereira defende que a Ponte Preta mantenha a política de pés no chão
Em votação simbólica, na noite desta quinta-feira (4), no Salão Nobre do Estádio Moisés Lucarelli, Vanderlei Pereira foi eleito por unanimidade para comandar os destinos da Ponte Preta até o final de 2017. Ele assume a vaga de Márcio Della Volpe, que dirigiu o clube entre 2012 e 2014. Sergio Carnielli, que tinha a pretensão de retornar ao comando, recebeu mais uma negativa da Justiça em julgamento realizado na manhã desta quinta, em São Paulo, e desistiu de recorrer ao Superior Tribunal de Justiça (STJ).
 
Com isso, o presidente de honra cumprirá os cinco anos de inelegibilidade atuando nos bastidores do clube. “A gente esperava outro resultado, mas não deu. O certo é que isso não vai alterar nada na vida da Ponte. Tem gente competente para dirigir a Ponte. Está em boas mãos. Agora é esperar o tempo correr e continuar trabalhando, mas sem poder estar aí ao vivo”, analisa.
 
Com larga experiência como executivo e empreendedor de sucesso, Vanderlei Pereira chega ao clube pregando cautela e serenidade. “Sei que a Ponte é movida por uma torcida apaixonada, mas peço paciência porque, muitas vezes, é preciso tomar decisões que evitem problemas maiores para o futuro do clube”, disse.
 
Pereira garante que a Macaca terá uma equipe competitiva no Paulista e demonstra confiança numa boa campanha. “Os times chamados grandes estarão preocupados com a Libertadores. Poderemos tirar proveito desta situação. Estamos mantendo a espinha dorsal do elenco atual e ainda vamos trazer três ou quatro jogadores para encorpar o elenco ainda mais”, promete.
 
Para o novo presidente, a Ponte não pode abrir mão da política de pés no chão para continuar crescendo. “Dirigir o futebol não é tão diferente de gerir uma empresa. Mas a gente tem que tomar cuidado porque vemos clubes por aí em estado de insolvência e outros até perdendo patrimônio. Por isso, é preciso agir dentro do orçamento que se tem.”
 
Saindo da presidência, Márcio Della Volpe fez um agradecimento emocionado aos conselheiros. “Ser presidente de um clube da grandeza da Ponte Preta é uma honra”, disse, para fazer um pedido de união. “Cada vez mais depende apenas de nós fazer a Ponte Preta gigante como o nosso hino diz. Vamos todos juntos no mesmo caminho”, pediu.
 
Também foram empossados o 1º vice Giovanni Dimarzio e o 2º vice Hélio Kazuo. O Conselho Deliberativo segue com Mauro Zuppi (presidente), Tagino Alves dos Santos (vice), Josué Alves (1º Secretário) e Norimiti Higa (2º Secretário). O Conselho Fiscal agora tem Odarci Martins, Francisco Carlos Marques e Nilton Levantesi.




cadastre-se e continue lendo
Este é o seu 5º acesso ao site do Correio Popular
neste mês. Para dar continuidade a suas leituras,
cadastre-se gratuitamente agora. É fácil e rápido,
basta clicar em "quero me cadastrar". Ou se preferir,
faça a sua assinatura e garanta seu acesso sem
restrições.

cadastre-se e continue lendo
cadastre-se e continue lendo
cadastre-se e continue lendo
Saiba mais.
Cadastre-se e continue tendo acesso ao melhor
e mais completo contéudo da RMC.
* NOME:
* SOBRENOME:
* E-MAIL:
TELEFONE:
CIDADE:
* SENHA:
* REPETIR SENHA:

* Campos obrigatórios


É importante que os dados a seguir sejam verdadeiros, pois antes de continuar a leitura
você deverá confirmar o cadastro através de um link que enviaremos no endereço de e-mail
preenchido. Sem essa confirmação você não conseguirá seguir a leitura. Caso tenha conta
no facebook basta clicar "cadastre-se com o facebook"

Quero receber notícias e comunicações do Correio Popular