Santos pode decretar rebaixamento


Peixe encara o Vitória e baianos têm que ganhar e torcer por derrota do Palmeiras


06/12/2014 - 21h38 - Atualizado em 06/12/2014 - 21h39 | Da Agência Estado
correiopontocom@rac.com.br



Foto: Ricardo Saibun/AE
Movimentação durante a eleição para escolher o novo presidente do Santos, na Vila Belmiro
Movimentação durante a eleição para escolher o novo presidente do Santos, na Vila Belmiro
O Santos encara o Vitória, no domingo (7), às 17h, no Barradão. Em 10° lugar na classificação, com 50 pontos, o time da Vila Belmiro não disputa mais nada neste Brasileirão, apenas cumprirá tabela.
 
Por outro lado, para o rubro-negro baiano, a partida tem ares de decisão. Precisa vencer o Santos — resultado que se repetiu nos últimos cinco confrontos entres as equipes no estádio —, mas não depende apenas de suas forças para seguir na Série A em 2015. 

O último jogo do ano não é visto com desprezo aos santistas, pelo menos para o técnico Enderson Moreira, que quer terminar a competição deixando uma boa impressão à diretoria.
 
Uma vitória fora de casa será importante ao comandante, que tem pretensão de continuar na equipe na próxima temporada. Moreira comandou o Santos em 23 jogos em 2014.
 
Foram 10 vitórias, três empates e nove derrotas. Robinho e Arouca devem ser desfalques. O atacante está com um edema no músculo posterior da coxa direita, enquanto que o volante sente dores no tornozelo direito. 

Vitória

O time baiano faz hoje o jogo da vida. O time comandado por Ney Franco, além dos 3 pontos sobre o Santos, tem que torcer por uma derrota do Palmeiras, que joga em casa contra o Atlético-PR

Na manhã de sábado (6), durante o último trabalho com bola antes da partida decisiva, os atletas do Vitória fizeram uma atividade técnica e depois organizaram o último rachão do ano. O rubro-negro tem motivos para se preocupar.
 
As chances de rebaixamento são altas, algo em torno de 76% de cair para a Série B.
 
O número assusta, mas o time está confiante. A começar pelo retrospecto: nos últimos cinco jogos em casa diante do Santos, o Vitória venceu todos. O Leão ainda marcou 15 vezes, média de 3 gols por jogo. Apesar da freguesia, o time da Vila já fez história no estádio.

Em 11 de novembro de 1986, ano da estreia do Barradão, o Santos foi o primeiro time a marcar um gol no estádio. Aquele jogo terminou em 1 a 1. Na história do Barradão, foram onze confrontos entre as equipes — o Vitória venceu 8, perdeu duas e empatou uma.

Um dos destaques para o jogo de hoje é a volta do meio-campista Richarlyson para sua posição de origem, a lateral-esquerda. Ele anunciou no último final de semana que está encerrando a carreira.
 
Se mantiver a palavra, Ricky deixará o futebol aos 32 anos e com um título de Mundial de Clubes e uma Libertadores no currículo.
 
O JOGO

Vitória: Gatito; Ayrton, Kadu, Ednei e Richarlyson; José Welison, Neto Coruja, Cáceres e Marcinho; Vinícius e Edno. Técnico: Ney Franco.

Santos: Aranha; Daniel Guedes, David Braz, Neto e Caju; Alison, Renato e Lucas Lima; Gabriel, Leandro Damião e Thiago Ribeiro. Técnico: Enderson Moireira.

Local: Estádio do Barradão, em Salvador.
 
Horário: 17h.
 
Juiz: Anderson Daronco (RS).




cadastre-se e continue lendo
Este é o seu 5º acesso ao site do Correio Popular
neste mês. Para dar continuidade a suas leituras,
cadastre-se gratuitamente agora. É fácil e rápido,
basta clicar em "quero me cadastrar". Ou se preferir,
faça a sua assinatura e garanta seu acesso sem
restrições.

cadastre-se e continue lendo
cadastre-se e continue lendo
cadastre-se e continue lendo
Saiba mais.
Cadastre-se e continue tendo acesso ao melhor
e mais completo contéudo da RMC.
* NOME:
* SOBRENOME:
* E-MAIL:
TELEFONE:
CIDADE:
* SENHA:
* REPETIR SENHA:

* Campos obrigatórios


É importante que os dados a seguir sejam verdadeiros, pois antes de continuar a leitura
você deverá confirmar o cadastro através de um link que enviaremos no endereço de e-mail
preenchido. Sem essa confirmação você não conseguirá seguir a leitura. Caso tenha conta
no facebook basta clicar "cadastre-se com o facebook"

Quero receber notícias e comunicações do Correio Popular