Breno deixa prisão no dia 20 e deve reforçar SP


Condenado em 2012, Breno incendiou a sua residência na Alemanha em setembro de 2011


05/12/2014 - 11h51 - Atualizado em 05/12/2014 - 11h51 | Agência Estado
faleconosco@rac.com.br



Foto: France Press
Breno deixa a prisão por algumas horas para trabalhar no Bayern
Breno deixa a prisão por algumas horas para trabalhar no Bayern
Ex-zagueiro do Bayern de Munique, o brasileiro Breno deixará a prisão no próximo dia 20 e poderá retornar ao Brasil antes do Natal. Barbara Stockinger, porta-voz do Tribunal de Justiça da Baviera, informou nesta sexta-feira que o defensor de 25 anos de idade ganhará liberdade após cumprir dois terços da pena de três anos e nove meses, depois de o atleta ter sido condenado por atear fogo à própria casa na Alemanha.

Condenado em julho de 2012, Breno incendiou a sua residência no dia 19 de setembro de 2011 e no fim do ano passado foi autorizado pela Justiça alemã a cumprir a continuidade de sua pena em regime semiaberto por bom comportamento. Depois disso, ele passou a trabalhar na área administrativa do Bayern.

Após ganhar liberdade, Breno poderá finalmente voltar a atuar profissionalmente e há boa chance de o atleta ser integrado ao elenco do São Paulo, pois o jogador tem contrato em vigência com o clube até outubro de 2015. O clube assinou um vínculo com o zagueiro enquanto esteve na prisão, até como uma forma de gratidão para poder ajudar o atleta que anteriormente foi vendido ao Bayern de Munique por US$ 19 milhões.

Promessa após ser revelado pelo São Paulo em 2007, Breno conquistou espaço na seleção brasileira, mas foi atrapalhado por uma série de lesões no joelho que impediram uma maior sequência de jogos em sua carreira.

Ainda não sabe quando o zagueiro voltará a reunir condições físicas ideais para poder voltar a atuar profissionalmente, pois passou um longo tempo na prisão, mas o setor defensivo tem sido um dos principais problemas do São Paulo nas últimas temporadas e assim é boa chance de Muricy integrar o atleta ao elenco tricolor em 2015.

Ao receber a confirmação oficial de que será solto no próximo dia 20, Breno não escondeu a alegria. "Este é o meu maior presente. Estou muito feliz", comemorou o jogador, em entrevista ao jornal alemão Bild .

Quando condenado pela Justiça de Munique, Breno admitiu o crime, que praticamente destruiu a sua casa e causou um prejuízo estimado em R$ 2,3 milhões na época. O zagueiro, que saiu ileso do incêndio, declarou que havia consumido muito álcool antes do incidente. Os juízes entenderam, porém, que o fato de o jogador estar alcoolizado não amenizava a sua situação e o condenaram por ter provocado intencionalmente o incêndio.

O brasileiro foi preso em setembro de 2011, logo após o incidente, mas foi inicialmente libertado após o Bayern de Munique pagar fiança. O contrato de Breno com o time alemão se encerrou após o término da temporada 2011/2012 do futebol europeu. Contratado em 2008, ele nunca conseguiu se firmar entre os titulares e, sem espaço no clube, teria entrado em depressão e passado a exagerar no consumo de álcool, assim como teve problemas de relacionamento com a sua esposa. A crise pessoal culminou com o incêndio da própria casa.




cadastre-se e continue lendo
Este é o seu 5º acesso ao site do Correio Popular
neste mês. Para dar continuidade a suas leituras,
cadastre-se gratuitamente agora. É fácil e rápido,
basta clicar em "quero me cadastrar". Ou se preferir,
faça a sua assinatura e garanta seu acesso sem
restrições.

cadastre-se e continue lendo
cadastre-se e continue lendo
cadastre-se e continue lendo
Saiba mais.
Cadastre-se e continue tendo acesso ao melhor
e mais completo contéudo da RMC.
* NOME:
* SOBRENOME:
* E-MAIL:
TELEFONE:
CIDADE:
* SENHA:
* REPETIR SENHA:

* Campos obrigatórios


É importante que os dados a seguir sejam verdadeiros, pois antes de continuar a leitura
você deverá confirmar o cadastro através de um link que enviaremos no endereço de e-mail
preenchido. Sem essa confirmação você não conseguirá seguir a leitura. Caso tenha conta
no facebook basta clicar "cadastre-se com o facebook"

Quero receber notícias e comunicações do Correio Popular