Sport bate vice-campeão São Paulo por 1 a 0


Resultado pouco importou para o time do Morumbi, que terminou a competição com 70 pontos


07/12/2014 - 19h46 - Atualizado em 07/12/2014 - 19h46 | Da Agência Estado
correiopontocom@rac.com.br



Foto: Divulgação
Após fechar o Brasileiro em ritmo de férias, o São Paulo terá como principal objetivo no primeiro semestre a Libertadores
Após fechar o Brasileiro em ritmo de férias, o São Paulo terá como principal objetivo no primeiro semestre a Libertadores
Em um jogo com cara de amistoso de luxo para São Paulo e Sport, pois os dois times não tinham mais nada a almejar, a equipe do Recife levou a melhor ao vencer por 1 a 0, neste domingo, na Arena Pernambuco, na rodada final do Campeonato Brasileiro.

O resultado pouco importou para o time do Morumbi, que terminou a competição com 70 pontos, dez atrás do campeão Cruzeiro, que neste domingo superou o Fluminense por 2 a 1, no Mineirão, para coroar a sua grande campanha.

Já a equipe pernambucana foi aos 52 pontos e fechou o Brasileirão no meio da tabela, na 11ª posição, e quebrou uma série invicta do São Paulo na competição que durava desde 12 de outubro, quando os comandados de Muricy Ramalho caíram por 1 a 0 diante do Atlético-MG, em Belo Horizonte.

Após fechar o Brasileiro em ritmo de férias, o São Paulo terá como principal objetivo no primeiro semestre a Libertadores, na qual irá integrar o Grupo 2 da competição, que contará com o argentino San Lorenzo, atual campeão do torneio, o uruguaio Danubio e um representante a ser definido, que poderá ser o Corinthians ou uma equipe colombiana que pegará os corintianos na luta por uma vaga nesta chave.

O JOGO - Já com o vice-campeonato do Brasileirão garantido por antecipação e com vários reservas em campo, o São Paulo entrou em campo para cumprir tabela totalmente relaxado. Do outro lado, o time pernambucano mostrou que queria presentear a sua torcida com uma vitória na rodada final e tratou de buscar o ataque desde o início.

Diante de um rival desentrosado e desinteressado, o Sport conseguiu abrir o placar já em sua primeira boa investida no ataque. Aos 3 minutos, em rápido contra-ataque, Renê invadiu pelo meio e tocou na direita para Joelinton, que recebeu com liberdade na grande área e chutou cruzado no canto direito de Denis.

Se ressentindo da ausência de nomes como Kaká, que já se despediu do São Paulo, e de Paulo Henrique Ganso, suspenso, o São Paulo sofria na armação e só foi dar o primeiro susto em Magrão aos 9 minutos, quando Michel Bastos cruzou da direita para Oswaldo cabecear fraco nas mãos do goleiro.

Atrás, porém, o time são-paulino seguia dando espaços na marcação e a equipe da casa quase ampliou aos 12 minutos. Diego Souza lançou Mike, que bateu de primeira para boa defesa de Denis.

O time tricolor, entretanto, aos poucos foi se acertando em campo e, além de frear a pressão do Sport, começou a chegar mais ao ataque. Aos 28 minutos, Reinaldo cruzou na área e Durval afastou de cabeça, mas o rebote caiu nos pés de Michel Bastos, que isolou, perdendo boa chance de empatar.

Sumido no primeiro tempo, Pato acabou sendo sacado por Muricy já na volta do intervalo. O treinador, que utilizou o jogo para fazer observações visando a temporada de 2015, colocou o garoto Boschilia. E, já aos 2 minutos da etapa final, a equipe são-paulina quase igualou o placar. Após lateral batido com força pela esquerda, Osvaldo pegou de primeira e exigiu boa defesa de Magrão, que caiu no seu canto direito para evitar o gol.

O Sport, entretanto, respondeu duas vezes em um intervalo de apenas dois minutos. Primeiro aos 4, com Ewerton Páscoa chutando com perigo por fora da área por cima do travessão, e depois aos 6, com Mike desperdiçando grande oportunidade ao receber livre pelo lado esquerdo da grande área e chutando na rede, mas do lado de fora, à direita de Denis.

E a equipe da casa não se cansava de perder gols. Aos 11 minutos Renê deixou Danilo na cara do gol pela esquerda, mas o meio-campista chutou muito mal. No minuto anterior, a equipe pernambucana se livrou de levar o empate por duas vezes em um mesmo lance, quando a zaga bloqueio finalizações de Boschilia e Souza.

Insatisfeito com o que via em campo, Muricy resolveu sacar Osvaldo, que acabara de levar um cartão amarelo, para entrada de outro garoto, Ewandro, de 18 anos. E foi com o jovem Boschilia que o São Paulo voltou a assustar, aos 23 minutos, em forte chute de fora da área em que a bola passou perto do gol de Magrão.

E o São Paulo, sem força na armação, seguia apostando nas finalizações de longe e quase marcou já no minuto seguinte, quando Michel Bastos soltou a bomba com efeito para a bola passar perto do pé da trave direita de Magrão.

O Sport, empurrado pelo ótimo público que foi ao estádio para um jogo que pouco valia, voltou a aparecer no ataque com perigo aos 30 minutos. Após receber bola rolada de trás por Diego Souza, Renê soltou a bomba da entrada da área e acertou a rede, mas pelo lado de fora, à direita de Denis.

Com sua equipe atuando em ritmo de amistoso, Muricy resolveu apostar a sua última ficha ao sacar Michel Bastos para entrada de Ademilson, outro que terá de provar o seu valor para lutar por uma vaga na equipe são-paulina em 2015.

Mas era o Sport que continuava mais efetivo no ataque e só não ampliou aos 35 minutos porque Joelinton parou no travessão ao finalizar de primeira um cruzamento da direita feito por Patric. A resposta tricolor veio justamente com Ademilson, que também chutou com força, da entrada da área, para Magrão praticar boa defesa e evitar o empate. No rebote, Boschilia furou feio.

O mesmo Boschilia mais uma vez foi mal, aos 40 minutos, ao chutar de fora da área sem direção após partir em velocidade pela esquerda. No finalzinho, aos 44 minutos, Rodrigo Mancha é que arriscou a finalização de longe, mas com precisão, obrigando Denis a fazer bela defesa. E o jogo ficou mesmo em 1 a 0.

FICHA TÉCNICA

SPORT 1 X 0 SÃO PAULO

SPORT - Magrão; Patric, Ewerton Páscoa, Durval e Renê; Rodrigo Mancha, Rithely, Danilo (Willian) e Diego Souza (Ananias); Mike (James Dean) e Joelinton. Técnico: Eduardo Baptista.

SÃO PAULO - Denis; Auro, Rafael Toloi, Edson Silva e Reinaldo; Souza, Denilson e Michel Bastos (Ademilson); Osvaldo (Ewandro), Alexandre Pato (Boschilia) e Alan Kardec. Técnico: Muricy Ramalho.

GOL - Joelinton, aos 3 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO - Wagner Reway (MT).

CARTÃO AMARELO - Oswaldo (São Paulo).

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Arena Pernambuco, em Recife (PE).




cadastre-se e continue lendo
Este é o seu 5º acesso ao site do Correio Popular
neste mês. Para dar continuidade a suas leituras,
cadastre-se gratuitamente agora. É fácil e rápido,
basta clicar em "quero me cadastrar". Ou se preferir,
faça a sua assinatura e garanta seu acesso sem
restrições.

cadastre-se e continue lendo
cadastre-se e continue lendo
cadastre-se e continue lendo
Saiba mais.
Cadastre-se e continue tendo acesso ao melhor
e mais completo contéudo da RMC.
* NOME:
* SOBRENOME:
* E-MAIL:
TELEFONE:
CIDADE:
* SENHA:
* REPETIR SENHA:

* Campos obrigatórios


É importante que os dados a seguir sejam verdadeiros, pois antes de continuar a leitura
você deverá confirmar o cadastro através de um link que enviaremos no endereço de e-mail
preenchido. Sem essa confirmação você não conseguirá seguir a leitura. Caso tenha conta
no facebook basta clicar "cadastre-se com o facebook"

Quero receber notícias e comunicações do Correio Popular