Guarani vence o Paulista por 2 a 1 em Jundiaí


O zagueiro Rafael Caldeira e o atacante Nunes marcaram os gols da segunda vitória bugrina na competição


04/02/2015 - 20h04 - Atualizado em 05/02/2015 - 00h05 | Carlos Rodrigues
carlos.rodrigues@rac.com.br



Foto: Leandro Ferreira/AAN
O atacante Nunes (camisa 9) foi o autor do segundo gol do Guarani na partida: atacante já fez dois em 2 jogos na Série A2
O atacante Nunes (camisa 9) foi o autor do segundo gol do Guarani na partida: atacante já fez dois em 2 jogos na Série A2
O Guarani cumpriu nesta quarta-feira (4) a missão de conquistar pontos fora de casa e termina a segunda rodada na liderança da Série A2 do Campeonato Paulista. Depois de um belo primeiro tempo, no qual abriu dois gols de vantagem, o Bugre caiu de rendimento na etapa final, mas segurou a pressão e derrotou o Paulista por 2 a 1, no Estádio Jayme Cintra. Rafael Caldeira e Nunes marcaram para o alviverde e Fábio Gomes descontou em falha de Neneca. De quebra, o time acabou com um jejum de 36 anos sem vencer o adversário em Jundiaí.
 
Após duas rodadas, Guarani e Rio Branco são os únicos times com 100% de aproveitamento no torneio. E a sequência bugrina é ideal para melhorar esse rendimento. Serão duas partidas consecutivas no Brinco de Ouro, sendo a primeira no sábado (7), às 19h, diante do Mirassol. Nesse jogo, torcedores que forem com a camisa do clube pagarão R$ 10 pelo ingresso.

O JOGO
 
A ideia bugrina antes da partida era aproveitar a velocidade de seu ataque para surpreender o Paulista, sedento pela reabilitação após ser derrotado na estreia. E, desde o primeiro lance, o time mostrou o que queria. Com 28 segundos, Watson tabelou com Fumagalli e o cruzamento por pouco não encontrou Nunes. Era o prenúncio do que seria o jogo. Mas até se acertar por completo, o Bugre cometeu seus erros. Com dificuldades na compactação, a equipe deu espaços no meio-campo e os donos da casa chegaram com perigo duas vezes. Em uma delas, Emerson acertou a trave em cobrança de falta.
 
Depois do susto, o Bugre acordou. E na base da velocidade, foi chegando com perigo. Mas seria a bola parada, tão treinada por Marcelo Veiga no dia anterior, o caminho do gol. Em cobrança de escanteio, Fumagalli mandou na cabeça do zagueiro Rafael Caldeira, que subiu mais que a marcação e mandou no cantinho para abrir o placar, aos 34'.
 
O segundo saiu antes do intervalo. Após cruzamento, Fumagalli desviou e a bola bateu na trave. Na sobra, Nunes teve tranquilidade para tocar para o gol vazio, anotando seu segundo gol em dois jogos.
 
Logo no primeiro minuto da etapa final os donos da casa colocaram fogo no jogo. O volante Fábio Gomes bateu de longe, Neneca pulou atrasado e aceitou. O gol abateu o Guarani e o Paulista aproveitou o momento de instabilidade do rival para crescer. A equipe de Jundiaí foi à frente e pressionou, mas o Bugre conseguiu se segurar.




cadastre-se e continue lendo
Este é o seu 5º acesso ao site do Correio Popular
neste mês. Para dar continuidade a suas leituras,
cadastre-se gratuitamente agora. É fácil e rápido,
basta clicar em "quero me cadastrar". Ou se preferir,
faça a sua assinatura e garanta seu acesso sem
restrições.

cadastre-se e continue lendo
cadastre-se e continue lendo
cadastre-se e continue lendo
Saiba mais.
Cadastre-se e continue tendo acesso ao melhor
e mais completo contéudo da RMC.
* NOME:
* SOBRENOME:
* E-MAIL:
TELEFONE:
CIDADE:
* SENHA:
* REPETIR SENHA:

* Campos obrigatórios


É importante que os dados a seguir sejam verdadeiros, pois antes de continuar a leitura
você deverá confirmar o cadastro através de um link que enviaremos no endereço de e-mail
preenchido. Sem essa confirmação você não conseguirá seguir a leitura. Caso tenha conta
no facebook basta clicar "cadastre-se com o facebook"

Quero receber notícias e comunicações do Correio Popular