Mais de mil confirmam presença em vigília


O movimento dos torcedores bugrinos começou no facebook logo após o lance dado no leilão do estádio


31/03/2015 - 21h25 - Atualizado em 31/03/2015 - 21h33 | Carlos Rodrigues
carlos.rodrigues@rac.com.br



Foto: Reprodução/Facebook
Torcida bugrina convoca vigília para o dia do aniversário do Bugre
Torcida bugrina convoca vigília para o dia do aniversário do Bugre
O arremate do Brinco de Ouro assustou a torcida do Guarani, mas o risco de perder seu principal patrimônio também a fez agir. Cientes da importância que possuem para auxiliar o clube nesse momento difícil, os bugrinos planejam, na quinta-feira (2), na data em que o Bugre completa 104 anos de história, uma vigília no estádio, a partir das 20h30, com o objetivo de mostrar a força que tem a instituição.
 
O movimento começou no facebook logo após a confirmação do lance dado no leilão. Em poucas horas, a iniciativa foi ganhando força e, até a noite desta terça-feira (31), mais de 1.100 haviam garantido presença no evento criado pela rede social. “Para nossa surpresa, gerou uma repercussão assustadora”, afirma o advogado Victor Martins Cunha, que, ao lado de outros torcedores, é um dos organizadores do evento. “E esperamos que isso cause uma comoção. O Brinco é um patrimônio de Campinas. Claro que a torcida do Guarani é a mais prejudicada, mas é uma perda histórica para a cidade.”
 
O grupo ainda não definiu todas as ações que serão realizadas, mas as ideias já começaram e vêm de vários bugrinos. Uma delas é promover um abraço simbólico no estádio. Os torcedores também lançaram pelas redes sociais um desafio para que todos vistam, na quinta, uma camisa do Guarani ou na cor verde, e que usem uma bandeira do clube ou um pano verde em carros, motos, sacadas e janelas até sábado (4), dia em que a equipe enfrenta o Guaratinguetá pela Série A2.
 
Por questões de segurança e pelo fato da rival Ponte Preta atuar quinta à noite em Campinas pela Copa do Brasil, os organizadores resolveram iniciar a vigília às 20h30 e a movimentação não acontecerá na parte externa do Brinco. A concentração será nas vitalícias do estádio. “O objetivo é promover uma manifestação pacífica pensando no Guarani e em seu patrimônio”, conclui Cunha.