Ademir da Guia
Nome completo: Ademir da Guia.
Local e data de nascimento: 07/03/1942, no Rio de Janeiro, RJ.
Jogou no Palmeiras de 1961 a 1977.

Se algum torcedor do Palmeiras disser que não conhece Ademir da Guia é melhor desconfiar pois é praticamente impossível fazer parte da “família Verdão” e não conhecer este que é um dos principais atletas de toda a trajetória do clube. Ademir da Guia foi o ícone de um período batizado Academia, tamanha a facilidade e o domínio de jogo que tinha o Palmeiras. No tempo em que vestiu a camisa do Verdão, abocanhou nada mais nada menos que 11 títulos, sendo cinco do Paulista e dois do Brasileiro. Ademir encerrou a carreira, aos 35 anos, em um jogo contra o Corinthians, em 1977, quando saiu de campo aplaudido até mesmo pela torcida adversária.


Djalma Santos

Nome completo: Dejalma Santos
Data e local de nascimento: 27-02/1929, em São Paulo.
Jogou no Palmeiras: 1959 a 1968.

Djalma Santos entrou na final da Copa do Mundo de 1958 com a missão de substituir o então titular De Sordi, contundido. Noventa minutos depois, o Brasil não só faturou seu primeiro caneco como ele recebeu o prêmio de melhor jogador da posição no Mundial. Por este motivo, não é necessário explicar que, além do Palmeiras, onde jogou de 58 a 69, Djalma Santos é um ídolo do nosso futebol. Pelo Verdão, o Lateral somou 498 jogos, sendo o sétimo jogador que mais vestiu a camisa do palestra com quem conquistou o Campeonato Paulista em 1959, 1963 e 1966; a Taça Brasil em 1960 e 1967 e o Torneio Rio-São Paulo em 1965.


Dudu

Nome completo: Olegário Tolói de Oliveira
Local e data de nascimento: 7/11/1939, em Araraquara, SP.
Jogou no Palmeiras de 1964 a 1976.

Dudu foi tão importante para a trajetória do Palmeiras quanto a figura de Ademir da Guia, afinal os dois atuaram juntos no meio-campo do Verdão das décadas de 60 e 70. E não há como falar da genialidade de Da Guia sem recordar-se do futebol clássico e estiloso de Dudu. Há quem diga que um sem o outro jamais seria o mesmo dentro de campo.


Edmundo

Nome completo: Edmundo Alves de Souza Neto.
Data e local de nascimento: 2/04/1971, em Niterói, RJ.
Jogo no Palmeiras de 1993 a 1995; 2005-2007.

Um dos grandes atacantes que o futebol brasileiro produziu, Edmundo registrou no Palmeiras, entre 1993 e 1995, os melhores anos de sua carreira quando ganhou a apelido de “animal” graças a seu futebol rápido, habilidoso e mortal. Gênio dentro de campo, Edmundo colecionou em sua carreira títulos e polêmicas – estas quase sempre causadas pelo comportamento explosivo. No Verdão, foi decisivo na campanha do título do Paulista de 1993, em cima do rival Corinthians, e colocando fim ao jejum de quase 16 anos da equipe do Palestra Itália. Além disso, foi duas vezes campeão brasileiro (93 e 94) e Estadual novamente em 94. Edmundo também tem grande identificação com o Vasco, clube que o revelou e com o qual foi campeão brasileiro em 1997, marcando 29 gols em 28 jogos. Jogou ainda em equipes como Corinthians, Flamengo, Fiorentina (da Itália) e Seleção Brasileira. Edmundo encerrou a carreira no clube carioca ano passado.


Julinho Botelho

Nome completo: Júlio Botelho.
Data e local de nascimento: 29/07/1929, em São Paulo.
Jogou no Palmeiras de 1959 a 1967.

Julinho Botelho foi um dos melhores ponteiros do futebol brasileiro. Ele começou a carreira no Juventus, nos anos 50, e depois se transferiu para a Portuguesa. Defendeu a Lusa do Canindé até 1955, quando foi negociado com a Fiorentina, da Itália. Retornou ao Brasil em 1958 para defender o Palmeiras, onde ficou até 1967, e clube no qual consolidou o status de ídolo. Seus principais títulos no Verdão foram a Taça Rio-São (1965), o Paulista de 1959 e 1963 e Taça do Brasil (1960). Depois de Ter tido boa atuação na Copa de 1954, Julinho recusou a convocação para a disputa de 1958 alegando que, como não atuava no futebol brasileiro, não seria justo com os jogadores que ainda jogavam no Brasil. Em seu lugar, foi convocado Garrincha. Ele morreu em janeiro de 2003, aos 73 anos.


Leivinha

Nome completo: João Leiva Campos Filho
Data e local de nascimento: 11/10/1949, em Novo Horizonte
Jogou no Palmeiras de 1969 a 1975.

O atacante Leivinha chamou a atenção dos dirigentes do Palmeiras quando jogava na Portuguesa de Desportos,onde já mostrava sua intimidade com a bola. Contratado pelo Verdão ele não decepcionou e ajudou a equipe a ganhar vários títulos de 1972 a 1974. Bom cabeceador, foi convocado para a Seleção Brasileira no início dos anos 70 e tem como mérito ter marcado o gol de número 1000 da equipe canarinho.Em 1975, após o sucesso no Verdão, transferiu-se para o Atlético de Madrid da Espanha. Encerrou a carreira no São Paulo.


Luís Pereira

Nome completo: Luís Edmundo Pereira
Nascimento: 21/06/1949, em Juazeiro, BA.
Jogou no Palmeiras de 1968 a 1975; 1981 a 1984.

Luís Pereira está entre os zagueiros mais raçudos de toda a trajetória do Palmeiras, onde viveu fases bem distintas em suas duas passagens pelo clube. Na primeira, de 1968 a 1975, ele era o zagueiro-central do time campeão Paulista em 1972 e 1974 e Brasileiro em 1972 e 1973. A equipe, conhecida como Segunda Academia, contava ainda com o goleiro Leão, o volante Dudu e o centroavante César. Já em sua volta ao Palestra Itália, em 1981, Luís Pereira encontrou um Palmeiras que somava cinco anos sem títulos – o número chegaria a 16 anos de jejum – mesmo assim assumiu o papel de líder exercido bem até 1984. Luís Pereira foi também zagueiro da Seleção Brasileira na Copa de 1974, quando foi expulso na derrota de 2 x 0 para a Holanda que tirou o Brasil da final.


Marcão

Nome completo: Marcos Roberto Silveira Reis
Nascimento: 04/08/1973, em Oriente (SP)
Jogou no Palmeiras desde 1992 até os dias atuais.

Mesmo ainda jogando, Marcão já entrou para a lista de ídolos inesquecíveis do Palmeiras. Com o Verdão, ele acumula 15 títulos, entre eles o da Copa Libertadores de 1999 quando foi eleito melhor jogador do campeonato. Na ocasião, o título foi definido diante do América de Cali (COL), nos pênaltis. Marcão foi o goleiro escolhido por Felipão na Copa do Mundo em 2002, e jogou em todos os sete jogos da Seleção. Na final contra a Alemanha, o jogador fez uma das melhores defesas da Copa, em falta batida pelo atacante Neuville. Nos últimos anos, vem sofrendo com uma série de contusões, porém sem perder a preferência do torcedor alviverde.


Rivaldo

Nome completo: Rivaldo Vítor Borba Ferreira
Data e local de nascimento: 19/04/1972
Jogou no Palmeiras de 1994 a 1996

Rivaldo chamou atenção do futebol nacional jogando pelo Mogi Mirim, em 1993, quando o time foi apelidado de "Carrossel Caipira", em referência à seleção holandesa de 1974. Pelo destaque, foi emprestado ao Corinthians, quando recebeu a primeira convocação para a Seleção, e clube onde ficou por dois. Ao final de seu empréstimo, o Mogi exigiu US$ 3 milhões pelo meia-atacante e quem pagou foi o Palmeiras. Rivaldo fez vale o investimento do Verdão ao marcar o gol do título brasileiro em 1994. O sucesso no Palmeiras fez Rivaldo ser contratado, em 1996, pelo La Coruña, por US$ 10 milhões. Atuou também no Barcelona, Milan e Cruzeiro, entre outros. Foi eleito melhor jogador do mundo em 1999 e o grande destaque da Copa de 2002.


Zinho

Nome completo: Crizam César de Oliveira Filho
Data e local de nascimento: 17/06/1967, em Nova Iguaçu, RJ.
Jogou no Palmeiras de 1993-1994; 1997-1999; 2002-2003.

Após seis anos de Flamengo, o meia Zinho foi jogar no Palmeiras “Era Parmalat” onde acabou tornando-se maestro da equipe dos sonhos montada pelo Verdão, bi-campeã paulista e brasileira, em 1993 e 1994, e que contava ainda com Roberto Carlos, Edmundo e Edílson. Pela boa atuação, Zinho foi titular absoluto no meio-campo do Brasil de Carlos Alberto Parreira na Copa do Mundo de 1994, contudo recebeu várias críticas da imprensa esportiva e jamais repetiu o futebol exibido no Palestra Itália. Ele retornou ao Palmeiras no período de 1997 a 1999 quando conquistou com a equipe a Libertadores de 99. Jogou no Verdão também entre os anos de 2002 a 2003. Seu último clube foi o Miami, dos Estados Unidos, em 2006.