Da união entre os atletas do Clube Atlético Paulistano e Associação Atlética das Palmeiras, “nasceu” em 1930 o São Paulo da Floresta – que unia as cores vermelha e branca do Paulistano e o branco e o negro da A.A. Palmeiras. O time começou a todo o vapor no campeonatos amadores e estreou como profissional em 1933 goleando o Santos por 5 x 1. Até que, por conta de uma pendência financeira, foi forçado a encarar nova fusão, desta vez com o Tietê, que determinou que não se usassem as cores, uniformes e vários outros símbolos do São Paulo da Floresta. Assim, em 4 de junho de 1935, foi fundado o Clube Atlético São Paulo que, em 16 de dezembro daquele ano, passaria a ser o São Paulo Futebol Clube – hoje um dos principais times do Brasil, três vezes campeão da Libertadores e do Mundial Interclubes.

A de se destacar a parceria com o técnico Telê Santana, considerada a união de maior sucesso na história do clube. Telê chegou ao Morumbi em 1990 e em cinco anos venceu todas as competições possíveis para um clube paulista (exceto a Copa do Brasil): foi campeão Paulista e Brasileiro, Libertadores (duas vezes), Copa Conmebol, Supercopa da Libertadores, Recopa da Libertadores e Mundial Interclubes (duas vezes), além do Torneio Ramón de Carranza e Teresa Herrera. Jamais um outro clube brasileiro havia vencido tanto.

Telê Santana abriu um precedente que não parou mais. O São Paulo continua somando títulos. É o único do Brasil seis vezes campeão brasileiro, três vezes da Libertadores e do Mundial Interclubes.