Ademir

O meia Ademir Antônio Ghiarotti nasceu em Piracicaba e iniciou no XV a carreira como jogador de futebol. Sua passagem mais expressiva foi no São Paulo quando teve como “rival” pela titularidade o hoje treinador do Tricolor, Muricy Ramalho. No São Paulo, Ademir fez 133 jogos, sendo 68 vitórias, 49 empates e 16 derrotas. Marcou sete gols.
 

Chicão


Volante conhecido pelo vigor e o poder de marcação, Francisco Jesuíno Avanzi, o Chicão, começou no XV de Piracicaba sua carreira vitoriosa dentro dos gramados. Nascido em Piracicaba, ele trabalhava como aprendiz de torneiro-mecânico quando recebeu o convite para um teste no time principal do XV. Bastou. Chicão jogou ainda no União Agrícola Barbarense, São Bento e Ponte Preta antes de chegar ao São Paulo, onde foi ídolo participando das campanhas dos títulos no Paulista de 75 e 80 e no Brasileiro de 77. Atuou também na Seleção Brasileira de 1978. Chicão nasceu em
30/01/1949, em Piracicaba, e morreu em outubro de 2008, aos 59 anos.
 

De Sordi


Entre os “filhos famosos” do XV de Novembro de Piracicaba é impossível não citar o lateral-esquerdo Nilton De Sordi, ex-lateral-esquerdo do São Paulo e da Seleção Brasileira campeã do Mundo em 1958.Nascido em Bandeirantes (PR), ele iniciou a carreira no XV e desde cedo já mostrava sua eficiência nos desarmes e a facilidade para apoiar o ataque. Foi contratado pelo São Paulo e titular do Brasil na Copa do Mundo de 1958, só não jogou a final porque se contundiu. Melhor para Djalma Santos que ganhou a oportunidade de jogar e se destacou naquela partida.


Pianelli


Outro piracicabano que foi destaque nas categorias de base do XV, e posteriormente na equipe profissional, foi José Eduardo Pianelli. Ele subiu com o time em 1983 e destacou-se também no São Paulo e Rio Branco. Nascido em Piracicaba, no dia 2 de maio de 1963, Pianelli defendeu o Tricolor de 1984 a 1987, quando marcou 21 gols e conquistou o Paulistão de 1985 e o campeonato brasileiro de 1986.